05/12/2021 +55 (67) 996323125

Economia

AL/MS

Ministro da Justiça contraria Anvisa e se opõe a passaporte da vacina nas fronteiras

Por Direto da Redação 25/11/2021 às 18:46:35

O ministro da Justiça, Anderson Torres, se disse contrário nesta quinta-feira à exigência do certificado de vacinação contra a covid-19 para a entrada de visitantes estrangeiros no Brasil. Ele justificou sua posição afirmando que "a vacina não impede a transmissão da doença".

Torres contraria, assim, a posição da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Em duas notas técnicas, a agência recomendou a exigência de certificados de vacinação tanto para a entrada por via terrestre como por via aérea, em linha com o que vem sendo exigido por outros países.

"A inexistência de uma política de cobrança dos certificados de vacinação pode propiciar que o Brasil se torne um dos países de escolha para os turistas e viajantes não vacinados, o que é indesejado do ponto de vista do risco que esse grupo representa para a população brasileira e para o Sistema Único de Saúde", justificou a agência.

Torres, porém, discorda. Ele foi questionado sobre o tema por jornalistas à porta do ministério, após uma solenidade de entrega de equipamentos para polícias estaduais.

"Eu acho que não [se deve exigir o passaporte da vacina nas fronteiras]. A vacina não impede a transmissão da doença", afirmou.

Questionado sobre se essa é a posição também do presidente Jair Bolsonaro, Torres negou.

"Essa é uma posição do ministro da Justiça. Essa [decidir sobre o tema] é uma posição do governo, aí eu estou falando do meu ministério", afirmou.

Bolsonaro cobrou ontem o presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, pela reabertura das fronteiras terrestres do país.

A portaria sobre o tema que está em vigor foi editada no início de outubro e proíbe a entrada de estrangeiros pelas estradas do país. A regra não se aplica entre o Brasil e o Paraguai e traz exceções para alguns casos, como de moradores de cidades gêmeas. Também é permitida a entrada por via aérea, mediante apresentação de teste negativo para covid.

Vacinação contra a covid-19

Ministério da Saúde

Fonte: Economia

Comunicar erro
Comentários